Novidades

Benfazeja Revista - Abril




Aos leitores

A professora Iracy de Souza escolheu o tema Vida para a sua seção ‘Conversas Literárias’ desse mês (em oposição ao tema ‘morte’ do mês de Março). E, apesar de todos os colunistas terem liberdade para escolher os trabalhos que publicarão, muitos outros textos convergiram para esse tema. Por exemplo, o artigo ‘Sobre Mocinhos e Bandidos’ de Rosane Tesch, que se vale do ‘Auto da Barca do Inferno’ para instigar questionamentos sobre o modo de vida, a moral e os valores contemporâneos.



Na dicotomia morte e vida, publiquei o conto 'Marca a página e fecha o livro', narrativa com traços realistas que aborda uma tentativa de suicídio. No oposto desse conto, Carolina Bernardes trás um sopro de vida com o seu 'Bela Ícaro (o roubo do caminho do outro)'; o espaço entre a vida e a morte, Valentina Silva Ferreira (até então, autora convidada) preenche com o conto 'Sexo e amor'. Sexo e amor, aliás, que também serve ao eu-lírico masculino de Giselle Jaques em A Caixinha de Charutos. Enquanto Johannes Dudeck brinca com anjos e demônios em 'O Pacto'.

Nos poemas publicados, tenho que destacar a poética metalingüística de Cristiane Grando: “poeta-escultor-de-silêncios-e-pedras”. Poesia tão trabalhada a ponto de fluir naturalmente. De Flá Perez, escritora carioca que gentilmente nos enviou alguns poemas, apenas deixo o trecho “ Sem essa de promessa de ninho. Ninho é coisa de passarinho bobo./ Quero queimar ninhos e voar, percorrer savanas.” e o  convite para leitura completa. Coordenada por Caraguejunior, a quarta edição dos 'Ecos Poéticos – poesia declamada' mostra a força da palavra impressa no ar, com destaque para o poema Existência 2.2, de Camila Passatuto, que procura cada fragmento do que somos (talvez como um espelho jamais tenha condição de fazer).

Em uma crônica gostosa de ler, Cacá divagou sobre os prazer de degustar e se  alimentar de literatura. Já nas crônicas da Mari Collares, que sempre transformam o cotidiano em milagres (e, de certa formar, nos ensinam a abraçá-los) atenção para a  interpretação do filme Cisne Negro. O texto não trata de signos, semiótica, psicologia nem é embasado formalmente em outra ciência; mas dialoga com o universo empírico do filme, de maneira muito natural, cotidiana, como uma conversa à mesa após o filme.

No mês de Maio, receberemos a contista portuguesa Valentina S. Ferreira como colunista fixa e também estamos conversando com um grupo de escritores para publicarmos seus textos em nosso site. ‘Compartilhar’ vai além de retuitar ou curtir, é dividir espaço, somar ideias, multiplicar atitudes sem subtrair nada de ninguém - interações benfazejas.

Boa leitura a todos e desculpem pelo atraso deste mês!!


Wellington Souza
Coordenador geral

Adicione os nossos perfis e comunidades








Participe do Site -   Divulgue seus links -   Concursos Literários




Equipe

Coordenador Geral: Wellington Souza
Coordenadora da seção Conversas Literárias: Iracy de Souza
Coordenadora da Fantástica (contos): Celly Monteiro
Coordenadora da Videoteca:  Giselle Jacques
Coordenador da Ecos Poéticos (declamação e poesia sonora): Caranguejúnior

Colunistas:
Wellington Souza Valentina Silva FerreiraCristiane GrandoGiselle JacquesJohannes DudeckCarolina BernardesRommel WerneckCláudia BanegasJosé Cláudio (Cacá)Rosane TeschCaranguejúniorMarcio RufinoMariana Collares e Ana Cristina Melo.





ABRIL  -



CONTOS



Bela Ícaro (o roubo do caminho do outro)




Conto, por Carolina Bernardes. "...  para alcançar altitude nunca dantes imaginada por uma simples borboleta." O casulo começava a desbotar. O sol forte descoloria o pálido, a bolsa mágica e...

Marca a página e fecha o livro




Conto, por Wellington Souza "Queria olhar o sol da tarde quente, mas ele está sobre as nuvens." Senta-se e abre o livro. “............... ......... ..................... ............... . ........ .........

O pacto




Conto, por Johannes Dudeck “Nostrum animus procol argentum” A última frase pronunciada por Celena soou sombriamente pelos quatro cantos do quarto, enfim, tinha finalizado a leitura do antigo...

Sexo e amor




Conto, por Valentina Silva Ferreira Ela olhou duas vezes para o bocado de papel e confirmou a morada. Estava atrasada dez minutos e isso poderia traduzir-se no fim...

A Caixinha de Charutos




Conto, por Giselle Jacques. Isso é ridículo! Eu estou aqui, trancado em meu próprio quarto, deitado na minha própria cama, e não me sinto bem. Que falta ela...

Pedro, o Lobo




Foto de Ricardo Calha Conto para a seção Fantástica, escrito por Alfer Medeiros. Sou homem, sou lobo, sou ambos. Seres como eu são conhecidos por muitos nomes, com...



POEMAS


Poemas, por Cristiane Grando




Poemas metalinguísticos de Cristiane Grando. gênese do poema um poema nasce com a terrível simetria do tigre temor e fascínio de um poderoso animal cósmico o lanescente de...

Poemas, por Flá Perez




Flá Perez Leminski Lia em seu leito poesia de Paulo. Sem perceber que sonhava, paulatinamente combinava fonemas Paulo e Lia fazendo poemas: ele ditava, ela deitada, dormia. O...

Poemas, Marcio Rufino




Poemas, por Márcio Rufino. O Amor me pegou O Amor me pegou Entre solidão e música romântica Entre meu quarto e minha cama. Quando de repente Me lembrei da...

Ecos Poéticos IV




Ecos Poéticos (declamação e poesia sonora), seção organizada por Caranguejúnior. EXISTÊNCIA 2.2 por CAMILA PASSATUTO Existência 2.2 by camilapassatuto ÓPERA DE PASSÁROS por DANIEL MINCHONI (POESIA DO POETA CHACAL) Ópera de...

Poemas: Transbordado




Poemas, por Wellington Souza Um dos conceitos que não nos ensinam (ou que, pelo menos, não 'pregam') é o de saciedade. Aquela gostosa seria suficiente por uma noite e...



CRÔNICAS





O tempo das coisas




Crônica, por Mariana Collares. "... é preciso entender que as coisas que foram, já deram certo." O ser humano tem mesmo problemas em compreender a sua condição passageira. Vejo amigos...

A função da Literatura




Crônica, por José Cláudio (Cacá) A literatura tem função? É didática, pedagógica, prazerosa, psicológica? Em que medida ela nos afeta a ponto de usarmos expressões como “me atingiu...

Baby e a descoberta




Crônica, por Mariana Collares. Baby era cientista. Sim, cientista. Psicóloga formada, pós-graduada, letrada e supersuperdoutorada em psicologia. Estudava muito o aspecto humano, o ser individual e coletivo, o...

A Criação De Nomes Próprios No Brasil - Resenha




Crônica, por José Cláudio (Cacá) O Cláudio que trago no meu nome depois do José tem o significado de manco, aquele que coxeia. Vem de claudicante. Meus pais...

Black Swan - Um interpretação




Crônica, por Mariana Collares. Só a morte poderia me trazer a perfeição que eu preciso pra viver. Assisti ao filme “O Cisne Negro” (Black Swan) e não me choquei....




CONVERSAS LITERÁRIAS




Conversas literárias: A Vida




Conversas Literárias, por Iracy de Souza. Falar da vida foi nossa proposta para a Seção Conversas literária no mês de abril . Decerto que escrever não é impor...

Vem Do Líbano, Ó Poesia...




Artigo de Rommel Werneck A graça da literatura está em retomar o mesmo tema ao longo da História e na diversidade de espaços. Há temas que não só resistem...

Homenagem à Literatura Infantil: para crianças e adultos




Artigo, por Carolina Bernardes Abril é o mês da Literatura Infantil. Dia 02 é a sua comemoração internacional, em homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen; e 18 é...

Sobre Mocinhos e Bandidos




"Auto da Barca do Inferno", Gil Vicente Artigo, por Rosane Tesch Os Rabinos costumam afirmar que a vida na terra é apenas um “Rito de Passagem” do ser...





VIDEOTECA





Destino - Surrealismo de Disney e Dalí




Por  Giselle Jacques “Destino” é um curta-metragem de animação produzido pela Walt Disney Company em 2003. Essa produção de animação teve seu início, curiosamente, 58 anos antes de sua...

Nenhum comentário