Novidades

Jardins de Cristiane Grando





Por Cristiane Grando.

Poemas do livro “Gardens”


amarelo jardim iluminado




Um galo sozinho não tece uma manhã:
ele precisará sempre de outros galos.”

Versos do poema “Tecendo a manhã”, de João Cabral de Melo Neto



a Tamara Taveras

maracujá, manga
caminho de girassóis

estar onde sonho:
o despertar iluminado

manhã de galos
tamareira e sol

desejo do dia
fome de vida



jardim de livros

a Emelda Ramos


herdança cósmica:
terras, casa e jardim

manhã de sinos
cadeiras de balanço, livros em braile, violino

tocar:
ramos de flores




jardim de poesia

a Violeta Martinez

a Franklin Mieses Burgo e Freddy Gatón Arce, in memoriam


gato esparramado sobre os móveis
familiares em fotos

entre as plantas em silêncio
poetas cantam
um furioso merengue e quatro círios brancos

em sua juventude, violeta nos olhos




jardim encantado

à fotógrafa Ydanely Domínguez

pó e sombra
batom e rímel

o olhar ao longe...
no céu e em sonhos

angustiada espera
mas a alma, repleta

seu corpo ouve
o som dos ventos
entre as folhas gigantes das bananeiras

cheiro de laranjas nas mãos
conexão com o cosmo:

imagem do corpo captada em fotos
e do meu coração que se move em música





jardim interior
a Limber Vilorio

com meus dedos
tocar outras terras, distintas tonalidades de pele

na escuridão
buscar o de dentro:
o mistério

encontrar mãos solidárias
e talvez
sentir-me num filme
ou num sonho


**
Créditos da imagem:
Beija Flor, por Luiz Machado

Nenhum comentário