Novidades

Carta ao John


Crônica, por Mariana Collares

Ao meu querido amigo John.


Há pouco mais de um mês, recebi a notícia aterradora de que um grande e querido amigo foi acometido por uma síndrome rara e horrorosa chamada Síndrome de Guillain-Barré.

Sem querer assustar ninguém, vou explicar sinteticamente do que se trata, advertindo que o Google traz todas as informações pra quem ficar curioso: é uma doença auto-imune que ataca a mielina (membrana que reveste os nervos da coluna) e faz com que a pessoa acometida tenha paralisias que podem levá-la à morte. Coisa de filme de terror. Não fosse rara, não conseguiria mais dormir após saber que existe.

Enfim.

Meu amigo, um homem jovem e saudável, praticante de esportes e de filosofia zen-budista, foi acometido disto e quase morreu numa UTI de hospital, onde ficou quase três semanas. Saiu de lá para um quarto no mesmo hospital e, para a alegria de todos, começou a recuperar lentamente os movimentos da fala e dos braços. As pernas ainda estão mais sonolentas, mas com o esforço e determinação que lhe são próprios, em breve estarão a pleno vapor.

Após saber do ocorrido e assim que tive contato com ele, me incumbi da tarefa de escrever, cada dia, uma carta na intenção de fazê-lo esquecer, ao menos por uns minutos, da própria história e ajudá-lo a fixar-se nas coisas terrenas e alheias.

Na verdade, até hoje tenho dúvidas sobre quem estava ajudando quem, pois meu amigo, mesmo lesado numa cama de hospital, não raro me mandava palavras de boas energias quando sentia que havia uma sombra de nuvem escondida por entre as letras – coisa de gente sensível e inteligente.

Após algumas cartas, e como eu andava (guardadas as devidas proporções) de mal com o mundo, e na falta de efetivas notícias boas a lhe dar, escrevi a cartinha que segue, que finalizou a seleção de Cartas ao John– como as chamei.

Resolvi postá-la aqui após relê-la, por acaso, e esboçar um sorriso pensando que, de repente, pode vir a ajudar alguém que esteja passando por um desses momentos gris.

Aí vai:


Porto Alegre cansada de inverno, de agosto de 2011.


John,

Vou inventar um tele-notícia-boa. Mas enquanto não invento um, vou te passando as notícias do mundo de OZ:

1. Papai Noel está feliz pelo nascimento de sua 2567ª Rena;
2. Coelhinho da Páscoa finalmente conseguiu emagrecer;
3. Os Duendes ganharam a ação interposta contra os Smurfs, pelo preconceito de cor de que estavam sendo vítimas;
4. Branca de Neve jurou que nunca mais vai fazer bronzeamento artificial;
5. Cinderela saiu da loja de calçados sem comprar mais nada. Curou-se do “consumismo exacerbado”;
6. Tarzan finalmente comprou uma árvore própria, num financiamento da Caixa Econômica Federal;
7. Godzila foi morto numa ação da Polícia Federal;
8. Super Homem está gozando a aposentadoria numa ilha paradisíaca no mediterrâneo. Já mandou três postais de lá e diz que não pretende voltar à ativa;
9. Alice finalmente deixou o País das Maravilhas depois de ter alta da Psicóloga;
10. Frajola assumiu o próprio homossexualismo e casou-se com o Piu-piu;
11. A gatinha parou de tomar banho e foi viver feliz com o Gambá;
12. Betty Boop abandonou a Zona;
13. Tio Patinhas converteu-se ao Zen-budismo e doou todo o dinheiro aos pobres;
14. Rapunzel finalmente vendeu o cabelo à indústria de perucas. Está muito bonita com o corte-punk novo;
15. A Madrasta da Branca de Neve morreu;
16. A Bruxa do Oeste morreu;
17. O Vingador morreu;
18. Mumm-Ra finalmente morreu;
19. Esqueleto também finalmente morreu.
20. Elvis não morreu.



Quando souber de outras novas de Oz, te aviso.

Por enquanto é isso. Te cuida aí.

Beijos

Mariana J


*


Créditos da imagem: Site olhares - fotografia online
... ajudar..., por Paulalface.

Nenhum comentário