I Concurso Literário Benfazeja
em torno do que amamos: livros e literatura

Série Identidade I



Poemas de alessandra candero.




sob o peito
sombra
um som
ínfimo
fissurando ao
infinito gelo
dum azul distante
e marinho

depois de um tempo de mar
anzol é âncora





despenco
do mais alto
pensamento

a cada esperança
inútil
q invento

a cara
milhares de vezes lavada
arrebento





baixada santista

da ponte pencil
ao canal sete

a mesma imagem
me repete

cerco o mar
que, sem saída,
cede

foto: Ale Cantero

Nenhum comentário