Novidades

Coisas que a gente sente




de Leonardo Salvador Gaspar



#1
A dor é um processo solitário. Ela é muito nossa. Pode ser atenuada, mas não verdadeiramente dividida. Pode ser entendida, mas não julgada ou comparada. Sejamos gentis com a dor e com a sua democracia. Solitária e democrática - assim é a dor.


#2
Há um tipo de mudança que tem sabor de recomeço. É quase como voltar no tempo sem voltar, carregando experiências que já não entortam a coluna. O conhecido fica estranho, mas não deixa de ser íntimo. É como dar a tacada com a certeza do principiante, agora veterano em esperar.


#3
O sucesso só é alcançado quando mais da metade dos fantasmas que motivaram a sua busca foi aniquilada. Sucesso é paz.


#4
Que o meu caminho tenha a mesma leveza do cheiro do café. E que a vaidade não determine minhas escolhas. A vaidade pesa, é barraquenta e sempre cobra a taxa de serviço.


#5
Quando eu era criança e ficava triste, lá com os meus botões imaginava que minha versão adulta chegaria numa máquina do tempo para me salvar. Hoje, às vezes, espero a visita da criança que um dia eu fui.



Médico Psiquiatra, Psiquiatra da Infância e da Adolescência, psicoterapeuta, vivendo há 18 anos em Florianópolis com uma passagem intensa por BH. Publicações anteriores no Facebook, apenas. Resgates da adolescência. Não consigo me encaixar em nenhum gênero. Apenas escrevo sobre coisas simples. Coisas que a gente sente.

*
Créditos da imagem
Albufeira, Praia dos Pescadores, por Denise Martins

Nenhum comentário