Novidades

Trilogia dos ares



Poemas de Alessandra Cantero


sobre os ares

beijo
lilás
o lábio
de Deus

delírios
róseo-azuis

sob meus
castanhos
desejos

anoitecidos
baixo
tessituras
marinhas

de homens
tão turvos
e castos
do toque
de cristo

que dispo
com dedos
rosa
choque


nos ares

desperto
e despisto
sóis

enquanto
estrelando-me
a sós

estralo-te
em todas
junções

encontros
de corpos
a pós

despejo
despeço
despojo-
me
ao som
de tua voz


sob os ares

a temeridade
da tempestade
para além
do ultra
som

da treva
trovão
do timbre
do tom
dos inter
resvalos

da tecla
transtorno
do dom
sem o Dono

grito
preclaro
via pára-raio
às cinco pras duas
atmosférica
uma seta
esférica

fere-me
sem cura
semi-sub
nua

*

Crédito da imagem: Olhares.pt
Sombras sobre o corpo, por Adriana Donato

Nenhum comentário