Novidades

Poemas de Júnior Bellé



ASSIM COMO O AMOR


mesmo na apneia de ideias
daqueles que mergulham em si
num exercício edaz de imortalidade

em que o ímpeto ideológico
relativo ao concatenável e outros cognitivos
porém jamais ao onírico
(território protegido pelo devaneio implausível
e incontrolável
que mesmo nas mentes mais treinadas
estala como epifania inquietante
espalhando-se numa hecatombe cabal
e selvagem)

está para aos sentidos caros
aos que sentem

assim como o amor
de repente
está para ela
e para ele
não está
nem nunca esteve





MATILHA INDEFINIDA


quando sou um vira-lata vagando
vago
pela rua
com matilha indefinida
em busca de uma praça
para sossegar e ler
latidos de outros vadios.

Estou livre.

De mim.




DE PRECIPÍCIO

cavamos fundo
o poço do mundo
e não encontramos nada
então erguemos uma escada
no lodo
feita de nós, este puro barro secado
até o topo
perto, um porto
ancorador de barcos minúsculos
balsa para gigantescos moinhos de vento
ao longo d'água, riachos pequenos
para os pequenos
imensos para nós, que vemos
com olhos de esperança morrediça
nossos morros se tornando cordilheira
e o passado sulcando penhascos de areia
avalanche de grãos de memória
em cada passo em falso, uma pista
em cada desfiladeiro, ventanias
e tombos
quedas infalíveis de idas e vindas
que vão e voltam
que não encontram lugar
em vãos
só nesse vão

de precipício



Júnior Bellé

é poeta paranaense, radicado em São Paulo, autor do livro “O sonhador que colhe berinjelas na terra das flores murchas” (2010) . É um dos criadores e editor do projeto literário-musical Reversos . Em 2012 teve quatro de suas poesias musicadas . Em 2013 esteve em duas residências artísticas, Art Farm Nebraska e Yaddo Corporation, onde foi nomeado para “The Abigail Angell Canfield and Cass Canfield Jr. Residency”, concedido anualmente a um escritor latino. Teve poesias recentemente publicadas no Cronópios , Mallamargens, Escriba Encapuzado, e na mexicana Verbo Libertário. É também jornalista, autor do livro reportagem “Balaclavas & Os Profetas do Caos – Manufatura libertárias Vs. Indústria da rebeldia” (Livro Novo Editora) . Seu mais recente trabalho poético é o livro “Trato de Levante”, publicado em 2014 pela editora Patuá (ou baixe). Conheça mais do trabalho do autor: http://juniorbelle.com/.



*Créditos da imagem: 

Nenhum comentário